7 DICAS PARA TREINAR NO FRIO

A hipotermia, queda da temperatura corporal, é um risco eminente à saúde do atleta e consequentemente pode abalar a continuidade do seu treinamento.

Como conceito a hipotermia é a queda da temperatura corporal abaixo de 35ºC ou dependendo da classificação chegando a temperaturas mais baixas.
Os sinais são variados. Em uma situação primária (entre 35ºC e 32ºC) os sinais comuns são palidez, confusão mental e lentidão motora. Abaixo disso, em um segundo nível (32ºC a 28ºC), os tremores cessam e o nível de consciência diminui.Abaixo disso a chance de morte é bastante grande.

Mas existem inúmeras estratégias para prevenir a hipotermia e seus malefícios. Aqui vão 7 dicas preciosas:

1-Tenha sempre uma roupa adequada ao frio. As melhores são as roupas tecnológicas, que evitam a perda de calor e a entrada do vento frio e permitem a liberação do suor ao meio externo (como as segundas peles).

 

 

 

2- Use a técnica da cebola. Um dos mais respeitados autores da fisiologia do exercício, Professor McArdell e seus colaboradores, citam em um de seus livros que usar várias camadas de roupas leves aprisionam melhor o calor que uma só roupa volumosa.

Ou seja, pense em uma cebola. Ela tem várias camadas e entre elas uma camada de ar. Se usarmos essa ideia as nossas camadas de ar entre as peças de roupa serão aquecidas pelo calor do corpo.

3- Dependendo do frio use um gorro ou um boné. Cerca de 30 a 40% do calor corporal é perdido pela cabeça.

 

 

4- Lembra da cebola? Quando seu aquecimento estiver completo, essas peças de roupa vão ficar úmidas, seja pela condensação do suor ou pela umidade externa, tire as peças mais úmidas, pois elas fazem você perder mais calor. O mais adequado para essa técnica são roupas tecnológicas, pois transferem o suor do seu corpo mantendo-o seco e aquecido.

5- Mantenha o objetivo ou busque novos. Essa é uma estratégia motivacional e seja você uma atleta bastante experiente ou iniciante a motivação é o melhor processo em qualquer situação.

6- Cuide do pós treino. Lembre de levar roupas secas, toalhas e até uma bebida quente para o final do treino.

7-Escute seu corpo. Nosso organismo fala e os sinais daquela gripe ou resfriado devem ser respeitados. Muitas vezes é melhor perder um treino e estar 100% no outro dia que ficar 1 semana imprestável.

Lembre sempre que o primeiro objetivo de qualquer esportista é ter saúde, pois nós nunca teremos nossa melhor performance sem saúde.

Bons treinos!

Rogério Scheibe Filho
www.funsport.com.br